Na madrugada de quinta-feira, 21 de setembro, a região próxima ao município de Tanque Novo, localizado a aproximadamente 70 quilômetros de Guanambi, foi palco de um evento sísmico de destaque.

Registro Sismográfico

As estações sismográficas do Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN) captaram e registraram esse incidente, avaliando sua magnitude preliminar em 3,2 na escala Richter. Esse abalo sísmico se destaca como o segundo maior registrado na região nordeste ao longo deste ano, sendo superado apenas por um tremor de magnitude 3,5 que ocorreu em São Félix do Coribe em 27 de fevereiro.

Abalos na Escala Sísmica

Tremores com essa magnitude são categorizados como pequenos e, embora sejam perceptíveis, raramente causam danos significativos. Estimativas apontam que, em escala global, ocorrem cerca de 49 mil eventos com magnitudes variando entre 3 e 4 na escala Richter a cada ano.

Impacto na Comunidade Local

Relatos de moradores próximos ao epicentro descreveram ter ouvido um ruído e sentido suas residências e objetos tremerem durante o evento sísmico. Até o momento, não foram recebidos relatos oficiais de danos a edifícios.

Atividade Sísmica Recente

Vale mencionar que a última atividade sísmica divulgada pelo LabSis/UFRN no estado da Bahia ocorreu em Jaguarari na terça-feira, 19 de setembro, com magnitude calculada de 1,8 na escala Richter, às 13h21 UTC.

Monitoramento Contínuo

O Laboratório Sismológico da UFRN mantém um monitoramento constante e a divulgação de qualquer atividade sísmica não apenas na Bahia, mas em toda a região Nordeste do Brasil. Estamos comprometidos em fornecer informações precisas sobre eventos sísmicos para a segurança e conscientização da comunidade local.

FONTE: Agência Sertão

Deixe um comentário