A elevação dos níveis de triglicerídeos no sangue costuma ser assintomática, sendo detetada por meio de exames de sangue de rotina para avaliação dos níveis lipídicos.

Em casos extremos, quando os níveis de triglicerídeos estão muito elevados, podem surgir sintomas como:

  1. Dor Abdominal: Pode ocorrer dor no quadrante superior direito do abdômen, especialmente se houver inflamação do pâncreas (pancreatite).
  2. Pancreatite Aguda: Em situações muito raras, níveis extremamente elevados de triglicerídeos podem desencadear a pancreatite aguda, uma inflamação grave do pâncreas. Isso pode se manifestar com dor abdominal intensa, náuseas, vômitos e febre.
  3. Xantomas: São depósitos de gordura que podem se desenvolver sob a pele, especialmente ao redor das articulações, como cotovelos e joelhos. Essa ocorrência é incomum e está associada a casos graves de hipertrigliceridemia.

A maioria das pessoas com níveis elevados de triglicerídeos não apresenta sintomas físicos perceptíveis. No entanto, é fundamental compreender que esses níveis elevados estão relacionados a um aumento do risco de doenças cardiovasculares. Portanto, a prevenção é essencial, mesmo quando não há sintomas evidentes.

Para evitar níveis elevados de triglicerídeos, é importante adotar as seguintes medidas:

  • Manter uma dieta equilibrada, com baixo consumo de gorduras saturadas e trans, enfatizando alimentos ricos em fibras, frutas, vegetais e grãos integrais;
  • Reduzir a ingestão de açúcares refinados e carboidratos simples;
  • Manter um peso saudável;
  • Praticar exercícios regularmente;
  • Limitar o consumo de álcool;
  • Gerenciar condições médicas subjacentes, como diabetes e hipotireoidismo, que podem afetar os níveis de triglicerídeos.

Os níveis de triglicerídeos no sangue são medidos em miligramas por decilitro (mg/dL) e são classificados da seguinte forma:

  • Níveis normais: Menos de 150 mg/dL.
  • Moderadamente altos: 150-199 mg/dL.
  • Altos: 200-499 mg/dL.
  • Muito altos: 500 mg/dL ou mais.

Importante ressaltar que, se você suspeita de níveis elevados de triglicerídeos ou está em risco, é essencial consultar um médico. Eles podem realizar exames de sangue regulares, discutir estratégias de estilo de vida e, se necessário, prescrever medicamentos para controlar os triglicerídeos. O tratamento e a prevenção de doenças cardiovasculares são cruciais para a manutenção da saúde a longo prazo.

Deixe um comentário