Na operação da Polícia Federal contra o tráfico de drogas nesta terça-feira (12), o influencer e fisiculturista Renato Cariani, de 47 anos, tornou-se o principal alvo. Sócio da empresa Anidrol, uma indústria química em Diadema, São Paulo, Cariani é investigado por desvio de produtos químicos usados na produção de crack. A Operação Hinsberg, com mais de 70 policiais federais, cumpre 18 mandados de busca e apreensão em endereços em São Paulo, Paraná e Minas Gerais. Fábio Spinola, preso anteriormente por envolvimento com o tráfico, também é alvo da PF, encontrando-se mais de R$ 100 mil em espécie em sua residência. A Polícia Federal alega que Spinola seria o intermediador entre a indústria química e os produtores da droga.

A organização criminosa está vinculada a 60 transações dissimuladas, envolvendo aproximadamente 12 toneladas de produtos químicos, como fenacetina, acetona, éter etílico, ácido clorídrico, manitol e acetato de etila. Esses produtos correspondem a mais de 19 toneladas de cocaína e crack prontos para consumo. A operação é conduzida em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO do MPSP) de São Paulo e a Receita Federal.

Renato Cariani, atleta e influenciador fitness com mais de 7 milhões de seguidores nas redes sociais, é uma referência no fisiculturismo brasileiro, conquistando títulos como o Classic Physique em 2018 e o Overall Masters em 2020.

Deixe um comentário