O hamas divulgou um vídeo nesta segunda-feira (30) no qual três mulheres foram apresentadas como reféns mantidas na Faixa de Gaza desde 7 de outubro. As imagens foram publicadas pelos meios de comunicação do Hamas com o texto: “vários prisioneiros sionistas detidos por Al-Qassam enviam uma mensagem a Netanyahu e ao governo sionista”.

O vídeo mostrava as mulheres – Yelena Trupanob, Danielle Aloni e Rimon Kirsht, de acordo com Netanyahu – pedindo a libertação em uma troca de prisioneiros com o Hamas. Netanyahu classificou o vídeo como “propaganda psicológica cruel” e expressou solidariedade com as reféns nas redes sociais.

FONTE: g1.globo.com

Deixe um comentário