O furacão Otis atingiu o México nas proximidades de Acapulco durante a madrugada desta quarta-feira (25), trazendo consigo ventos extremamente poderosos, atingindo velocidades de até 270 km/h. Com sua classificação como furacão de categoria 5, esse evento meteorológico representou um risco de vida considerável e levantou a preocupação de meteorologistas, que alertaram para a possibilidade de um “cenário de pesadelo” ao longo da costa sul do México.

O furacão Otis, notório por sua rápida intensificação, evoluindo de uma tempestade tropical para um furacão de categoria 5 em apenas 12 horas, trouxe ameaças significativas, incluindo ventos destrutivos, chuvas torrenciais e tempestades. O impacto inicial na área foi devastador, com árvores derrubadas, inundações e cortes de energia generalizados.

A prefeita de Acapulco, Abelina López, expressou sua preocupação, afirmando que estavam em “alerta máximo”. Ela exortou os moradores a se refugiarem em suas residências ou a buscarem abrigo nos locais designados pela cidade.

As autoridades mexicanas também emitiram um aviso sobre ondas gigantes, estimando que poderiam atingir alturas entre seis e oito metros na região do estado de Guerrero, onde se encontra Acapulco, bem como em partes do estado de Oaxaca. Este evento é uma demonstração preocupante do poder dos fenômenos naturais e dos desafios enfrentados por comunidades que vivem em áreas propensas a desastres naturais. A resposta a esses desafios exigirá esforços consideráveis de recuperação e reconstrução.

Deixe um comentário